• Jacqueline Miranda

Sustentabilidade


Antes de falar sobre alimentação minimalista, precisamos falar sobre sustentabilidade:

De acordo com a FAO, metade da comida produzida vai para o lixo e o desperdício dos alimentos começa no campo, onde 10% da produção é jogada fora. Depois 50% é perdido no manuseio e no transporte destes alimentos, devido a práticas e equipamentos inadequados. Já na comercialização e no abastecimento 30 % dos alimentos são descartados e por fim 10% dos alimentos são descartados no supermercado e pelo consumidor final que somos nós.

Cabe lembrar que primeiramente somos responsáveis diretos por 10 % do descarte dos alimentos e temos uma pequena parcela de responsabilidade nos outros 90 % (que significam toneladas).

E Porque estou falando isso ?

Bem, muita gente não compra uma fruta se ela for feia. Isso mesmo, se a fruta não estiver como nas capas de revistas e como nos blogs de culinária, muita gente descarta estes alimentos no momento da compra mesmo. É de se estranhar, mas tem gente que não compra uma cenoura se ela não tiver a “aparência de uma cenoura”, ou uma batata doce com uma forma estranha, levando assim estes alimentos a nem se quer ser categorizado como bom para o consumo por alguns produtores. Mas a fruta está estragada ou imprópria como o consumo? Não, ela apenas não é bonita.

Com base nestas informações e querendo reduzir o desperdício destas toneladas de alimentos que são jogados fora, algumas entidades criaram projetos a fim de reduzir o desperdício, alimentar quem tem fome (estas pessoas não estão nem aí para a aparência da fruta, elas querem é comer), redução de gastos (em alguns lugares os produtores vendem estes alimentos por um valor mais barato) e por fim salvar o planeta (porque a comida está acabando meu povo e precisamos deixar um mundo melhor para os nossos filhos e netos).

Aqui no Brasil, existem alguns projetos que ajudam a minimizar este problema de desperdício, dois desses eu conheço, que são o Mesa Brasil do SESC e o Cozinha Brasil do SESI. Estes dois projetos são maravilhosos, existem há alguns anos e tem ajudado a acabar com a fome de muita gente.

Como eles funcionam ?

Eles fazem parte de um banco de alimentos que recebem doações de empresas cadastradas e assim eles manipulam os alimentos e distribuem para instituições carentes. Eu sou voluntária do Mesa Brasil do SESC e adoro o projeto que tem vários aspectos interessantes. Eles possuem um grupo de voluntários, que na maioria são idosos (que utilizam seu tempo em prol do voluntariado), participantes da trupe (voluntários que vão às instituições para apresentações) e também capacitam os voluntários, aplicam cursos sobre reaproveitamento de alimentos, entre outras atividades.

Fora do brasil, existem também diversos programas e ações para evitar o desperdício, como o fruta feia em Portugal , organização restaurante sustentável, deslocamento de alimentos, unidos contra alimentos de resíduos, satisfeito, Think.Eat.Save,

LINKS:

http://www.bancodealimentos.org.br/conheca-banco-de-alimentos/desperdicio-de-alimentos-brasil-e-mundo/

http://frutafeia.pt/pt/projecto

https://www.fao.org.br/

http://www.satisfeito.com/en/

http://www.thinkeatsave.org/

http://foodshift.net/

http://www.thesra.org/

#SUSTENTABILIDADEEMINIMALISMO #FAOfrutafeiamesabrasilcozinhabrasildesp #minimalismo #Organização #armáriodecozinha #sustentabilidade #alimentação #cozinhaminimalista #minimalismonaalimentação #Alimentaçãominimalista #Minimalista

25 visualizações

© 2023 por Cozinha Minimalista . Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now