O que é Minimalismo e como ele pode te audar a ter uma vida mais focada no que realmente importa

    Com a correria do dia a dia e com muitas opções de compras disponíveis, a  gente já não sabe mais  quais atividades devem ter mais atençao, o que comprar ou até mesmo o que estamos comendo.


    Com tantas opções, estamos ficando cada vez mais confusos nas nossas escolhas e isso reflete na quantidade de itens que consumimos no dia a dia. Uma vez, eu fiz um curso de economia pessoal, aonde o professor pedia para anotarmos tudo o que compravamos em um caderninho, para a minha surpresa, eu comprava muitas coisanhas quando estava na faculdade e na condução. Eu nem me dava conta de quantas moedianhas eu gastava no dia. 


    Eram balinhas durante os intervalos, um cafezinho depois de uma aula cansativa, ou até mesmo as garrafinhas de água que eu tinha que comprar quando esquecia a minha em casa.  No final do mês, além de refletir no bolso, isso também reletia no meu peso. 


Além disso, eu possuia uma grande quantidade de ítens em casa que eu não utilizava e diversas roupas e sapatos que nao cabiam mais em mim. Depois que eu conheci o minimalismo, isso mudou bastante. 


    O minimalismo é um estilo de vida que se popularizou nos últimos anos. Muitas pessoas estão em busca de uma vida mais simples ou simplificada e o estilo de vida ajuda quem é adepto nesta questão. 


Mas então o que é o minimalismo ?



Substantivo masculino:


  1. 1.princípio de reduzir ao mínimo o emprego de elementos ou recursos.
  1. 2.art.plást escola de pintura abstrata que vê num quadro um objeto estruturado, composto basicamente de formas geométricas elementares executadas em estilo impessoal, reduzindo ao mínimo seus elementos. 

                                         




    O minimalismo não é só um estilo de vida, é uma mudança de atitude, algo muito mais do que material. Não é apenas um eu não vou comprar mais maquiagem ou roupa, é um eu não vou fazer mais isso porque não me faz feliz e é também ser empático em diversas situações!


Como o minimalismo chegou à minha vida?


    Bem, eu estava em uma fase da minha vida que acumular coisas era sinônimo de felicidade, mas sem a felicidade e aí eu comecei a acumular coisas, sentimentos, funções e tudo o que você possa imaginar. Era como se fazer mais atividades ou comprar mais coisas preenchesse um vazio que não deveria ser preenchido com coisas e ocupações (trabalho). E como se era de imaginar, não dei conta de tudo, o que me deixou muito frustrada.


    Uma professora da faculdade vendo o meu esforço para realizar todas as minhas atividades, sempre me dizia, Jacqueline “Menos é mais” e pra mim isso nunca tinha feito muito sentido. Entretanto, quanto eu cheguei ao meu limite, assisti um vídeo do youtube que falava sobre minimalismo, então, as coisas começaram a fazer sentido pra mim. Eu comecei a analisar a minha vida, o momento em que eu virei consumista e a me encher de trabalhos e funções.


    Eu, estudante de nutrição, levo o minimalismo para o campo da alimentação e da minha relação com a comida também. Na minha vida, algo deve ser pensado sobre o assunto e isso não é apenas uma questão de estética. Vou dar um exemplo: Meu filho de 5 anos decidiu ser vegetariano, particularmente eu não acho que ele deva ser vegetariano aos 5 anos (minha opinião, e não uma crítica a quem é), esta atitude dele nos trouxe uma discussão sobre o consumo de carne aqui em casa, Será que não estamos consumindo muito mais do que precisamos? Será que não podemos reduzir a quantidade de carne? Existe uma vida sendo doada para que nós possamos nos alimentar, que tal respeitá-la ?


    Isso é algo que faz parte da essência minimalista, a problematização do consumo, realmente preciso disso? Isso vai me trazer felicidade? Está no meu orçamento ? Está nos meu planos? faz bem para a minha saúde? Vai ferir outras pessoas ?

Para ser minimalista preciso doar tudo o que tenho? Definitivamente não! Você não precisa doar suas coisas a não ser que elas realmente não façam parte da sua vida e você queira fazer isso. Praticar o desapego é algo que deve partir de você.

E você vai querer fazer naturalmente, acredite!


Hoje eu não faço mais nada? Não compro mais nada? Não é isso!

Eu compro, eu como coisas que eu gosto, eu faço coisas que gosto, mas tudo isso depois de pensar sobre todos os prós e contras de me inserir em uma atividade nova ou comprar algo novo.


Não existe uma regra para ser minimalista, ser minimalista é ter ou fazer apenas aquilo que te faz realmente feliz.

#minimalismonaalimentação #minimalism #Cozinhaminimalista #Minimalista #Alimentaçãominimalista

 


Comentários